Porque alternar os treinos e termos descanso

Existem diversas metodologias de treino, no entanto o tempo, a pratica e as pesquisas cientificas nos levaram a criação dos princípios de treinamento esportivos que, variam um pouco de autor para autor, mas, basicamente esses seis são comuns a grande parte dos artigos e livros: individualidade biológica, adaptação, sobrecarga, continuidade, especificidade e interdependência volume / intensidade. 
 
O principio da individualidade fala sobre como cada individuo tem formação física e psíquica própria, com isso, esperasse um rendimento maior com um programa personalizado.
 
O da adaptação fala do aparecimento de adaptações fisiológicas e físicas positivas de nosso organismo em decorrência aos estímulos (treinos) feitos.
 
O da sobrecarga trata de como temos de aumentar a volume e/ou a intensidade dos estímulos para as adaptações serem otimizadas.
 
O da continuidade relaciona-se ao da adaptação, pregando a importância da continuidade dos treinos para as adaptações continuarem a aparecer.
 
O da especificidade fala sobre os ganhos fisiológicos serem específicos as fontes energéticas e exigências anatômicas do treino realizado. 
 
O da interdependencia volume / intensidade, ligado diretamente ao da sobrecarga, fala de como no treinamento bem feito e realizado, volume e intensidade são inversamente proporcionais, ao aumento de um, tem-se o decréscimo do outro.
 
Alguns autores referem-se ao principio variabilidade, onde os estímulos aplicados teriam de ser diferentes em nome de uma melhor adaptação do organismo ao treino. 
 
Outros fazem referencia ao principio de interdependencia entre os princípios, onde fala-se sobre a tendência dos princípios funcionarem melhor se todos forem seguidos e respeitados.
 
Podemos ainda encontrar autores referindo-se ao principio da reversibilidade, onde, se vc não pratica vc perde. Principio diretamente ligado ao da continuidade.
 
Para Cada estimulo (treino) dado, temos um desgaste físico, que levaremos um tempo para recuperar e, com essa recuperação sendo adequada, atingimos uma “supercompensação”, um ponto onde estaremos em um “condicionamento melhor” do que o que estávamos antes da aplicação do estimulo, possibilitando nosso corpo aguentar/adaptar a um novo estimulo mais forte. 
 
Eh muito provável que daqui eh que dizem que treinamos no descanso, e eu não tenho a menor duvida que realmente as maiores transformações acontecem nos períodos de recuperação/descanso.
 
Dependendo do volume (quantos km ou tempo que corremos) e da intensidade (a velocidade que fizemos esses km ou tempo) levaremos mais ou menos tempos para nos recuperar e ajudam nessa recuperação uma alimentação adequada e um bom descanso. 
 
Em linhas gerais, um treino normal de rodagem, de uns 30 ou 40min em velocidade fraca ou moderada, pode-se levar em torno de 6h para recuperarmos. Um treino longo, com mais de 2h e velocidade moderada ou moderada para forte, pode-se levar ate 3 dias. 
 
Em uma competição de meia maratona, em uma grande intensidade para melhorarmos nosso tempo, pode-se levar ate 2 semanas para uma recuperação completa e uma maratona ate 3 semanas, dependendo, como disse, da intensidade utilizada.
 
Uma recuperação completa eh composta de reidratação em nível celular, normatização de níveis hormonais, restabelecimento dos níveis de estoque de glicogênio, recuperação de micro traumatismos ósseos e musculares, além de recuperação mental.
 
Lembro que a pratica de atividade física em uma intensidade ou descanso inadequados, favorece ao aumento da probabilidade de contusão.
 
Isso posto, penso que seria interessante então, no nosso dia a dia, alternar um treino mais puxado, difícil, hard, pesado com um mais leve, fácil ou easy, para uma melhor e mais rápida adaptação ao treino e uma maior recuperação orgânica para, assim que possível, darmos outro estimulo forte e assim estarmos de acordo com os princípios da adaptação e 
sobrecarga.
 
A recuperação de 2 ou 3 dias seguidos de treinos mais puxados muito provavelmente levara mais tempo do que a recuperação de 1 dia forte ou moderado seguido de um ou dois dias fracos, dependendo da situação, poderíamos novamente desrespeitando os princípios da adaptação e sobrecarga.
 
Temos noticia de alguém que tenha se machucado por ter feito um dia a mais de descanso?
 
Na duvida, converse com seu treinador.
 
BONS TREINOS!!!!!!!!!!!